quinta-feira, 30 de abril de 2009

15 anos sem Senna

Tri-campeão mundial de Formula 1, o gênio da chuva nos deixou no dia 1° de maio de 1994. Ayrton Senna foi sem dúvida o maior ídolo esportivo da nação brasileira e sempre será lembrado não só pelos seus feitos nas pistas, mas também pelo seu carisma, timidez e sorriso constante. Faleceu no exercício de sua profissão. Possuía um grande defeito, ser corinthiano, porém ninguém é perfeito. Valeu, Ayrton Senna da SILVA. Homem simples como o povo brasileiro.

Planejamento Urbano em Fortaleza?

Estive na Unifor no dia 16 de Abril para assistir a apresentação do Preurbis, Programa de Requalificação Urbana com Inserção Social, durante o ciclo de debates Colóquios sobre a paisagem. Confesso que fiquei impressionado com o que tem sido pensado para a cidade de Fortaleza, mais fortemente para as áreas dos rios Maranguapinho e Cocó e seu entorno. Essas áreas que são tão degradadas e proporcionalmente tão carentes de ações públicas concretas, parecem agora perto de receber um tratamento ao menos próximo do adequado. O que mais impressiona é que Fortaleza, quero dizer, uma capital regional como a nossa e tão cheia de problemas, ainda não possua um orgão encarregado de sua gestão e planejamento urbano. Será que teremos que viver dos planejamentos de Silva Paulet?
Fico muito feliz com os trabalhos acadêmicos, as ações de planejamento nas esferas municipal, estadual e federal, e até ações da sociedade civil organizada e ONGs, mas é vergonhoso saber que ainda vivemos a mercê dos interesses dos especuladores de imóveis e dos anseios do capitalismo desmedido.

Champions League, o melhor futebol do mundo?

Essa semana tive a oportunidade de assistir ao primeiro jogo das semi-finais da Liga dos Campeões da Europa. Passei cerca de duas semanas ansioso por esses jogos e poder ver aqueles que são certamente os melhores jogadores do mundo.
Pois bem, na terça teve Barcelona e Chelsea. Certamente deu pra ver boas jogadas e tudo mais, porém o que deveria ser um jogão na verdade foi um exemplo de mediocridade e covardia, obviamente por parte do Chelsea. Acontece que o time da lavanderia azul, comandado pelo antes respeitado por mim, o holandês Gus Hiddink, protagonizou um papelão, jogando como o Chelsea é na verdade, um time pequeno. A lavanderia azul se eximiu de jogar bola, renunciou ao jogo em busca do 0 a 0. E conseguiu, apesar de grandes oportunidades perdidas pelo Barcelona. Teve sorte...
Quanto ao jogo da quarta, não foi muito diferente, porém o Arsenal não ficou só na defesa. Teve azar no gol que levou, mas realmente o time do Manchester merecia a vitória. Outro jogo fraco. 1 a 0.
Resumo da ópera, muito mais vale assistir aos jogos da Libertadores que a esses joguinhos europeus, onde os times apesar de possuírem os melhores jogadores, não os fazem valer. Continuarei acompanhando o que acontece pela Europa, na esperança de ver surgir por lá algo mais latino-americano. Malditos sejam aqueles que boicotaram o Felipão no Chelsea. Jamais teríamos visto tamanha barbaridade.

E pra quem diz que brasileiro é pacato...

Mais uma demonstração da sociedade organizada em defesa da dignidade do nosso país. Não bastasse o protesto feito no prédio da Folha de São Paulo, quando esse pedaço de papel, que mal serve pra limpar a ...mesa, denominou a ditadura brasileira como uma ditabranda, novamente parte da internet, mais precisamente através dos blogs, um movimento de repúdio que sai às ruas em protesto contra Gilmar Mendes. Se Ele não sai às ruas, como denunciou Joaquim Barbosa, o povo faz-se aparecer no STF. Participe e leve sua vela!

Cleiton salva Vanderlei

Dessa vez Wanderley, ou Vanderlei, ninguém sabe, safou-se. O palmeiras precisava vencer o Colo-colo na noite de ontem, no Chile, para ficar em segundo lugar em seu grupo e se classificar para as semi-finais da Taça Libertadores da América. Jogo difícil e tudo corria para um empate sem gols e classificação do clube chileno. Não fosse a ousadia de Cleiton Xavier que em uma jogada onde normalmente os torcedores falariam: "calma cidadão, não adianta se afobar", prendeu a bola no meio campo, ajeitou a pelota e soltou a bomba num tiro de quase quarenta metros. Um chutaço no ângulo aos 42 minutos do segundo tempo. Nem preciso comentar do desânimo que abateu os jogadores e torcedores chilenos que lotavam aquele estádio. Pois bem, com a vitória de 1 a 0, safou-se Vanderlei de mais uma derrota vexatória em sua carreira, que, nos últimos anos, pauta-se num regime de sangue-suga do futebol brasileiro, afundando um Santos de cofres cheios e agora pronto para fazer o mesmo no Palmeiras. Boa sorte, vampiro! A gripe suína parece não afetar o chiqueiro.

Jeitinho brasileiro

Imagine você com um terreno de 1 metro de frente por 10 metros de fundo. Agora imagine-se projetando uma residência nesse espaço. Foi o que Helenita fez em Madre Deus, Bahia. Projetou e construíu sua casa em 3 andares nesse minguado espaço, pedindo apenas para o pedreiro "fazer uma estrutura bem boa", e ainda queria transformar a cobertura em área de lazer. Segundo Helenita, a estrutura aguenta até 4 andares. Resultado, a casa de Helenita virou ponto turístico na cidadezinha de menos de 15 mil habitantes, sendo sempre fotografada pelos que por ali passam. Fico apenas me perguntado se existem índices urbanísticos por lá. A residência foi totalmente aprovada pela prefeitura.

Mais uma de Simon...

A crônica esportiva nacional tratou como destaque a primeira partida da final do estadual cearense. O Fortaleza venceu o Ceará por 2 a 1 e joga pelo empate no jogo final. Porém não foi isso que repercutiu na grande imprensa, o tema foi a arbitragem de Carlos Eugênio Simon. Esse grande fanfarrão, que nunca foi digno de apitar nem corrida de pulga, tratou de aprontar mais uma das suas... Simon, que já conseguiu marcar impedimento em cobrança de lateral e tirar um título da Copa do Brasil do Brasiliense e entregá-lo ao carente Corinthians (ficou 3 meses suspenso e logo depois foi apitar mais uma Copa do Mundo), deixou de dar um impedimento clamoroso no primeiro gol do Fortaleza e, não satisfeito, marcou um penalti "espírita" no gol do Ceará. Por favor Simon, desista! CBF, não deixe esse sujeito nos representar mais uma vez, na sua terceira copa seguida. Carlos Eugênio Simon é a única pessoa do mundo que é premiada quando merece ser punida.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Noite de Luiz Gonzaga e Beatles

Era um sábado praticamente perdido... Não fosse meu amigo Tom Zé me ligar, já quase meia-noite, chamando pra tomar uma cerveja e conversar no apartamento dele. Logo pensei, vou dar uma passada rápida lá, colacar a conversa em dia e ir dormir. O plano até daria certo, não fosse o farto repertório musical, regado por The Beatles e Luiz Gonzaga. Um prato cheio pra inúmeros causos e voltar quase na hora do grande prêmio de Fórmula 1. Vai um pouco de Gonzagão e Beatles pra animar?

Vai, Boiadeiro! Uma das últimas aparições do Rei na TV.


Don't Let me Down! Invasão do terraço? Transgressores!

Obrigado, Joaquim Barbosa!


Um pouco atrasado, mas ciente da pertinência atual do assunto, não podia deixar de postar o embate de Joaquim Barbosa e nosso "querido" presidente do supremo, Gilmar Mendes. Quando Barbosa falou que Gilmar Mendes estaria "destruindo a credibilidade da Justiça brasileira", primeiro me vem a cabeça, essa credibilidade existe? Pois bem, partindo do ponto em que ela exista, é bem verdade que realmente o supremo presidente do supremo, como diria Paulo Henrique Amorim, trata de dinamitar qualquer resquício de credibilidade que possa existir. Mas o ponto ainda não é esse... Gilmar Mendes, o amante dos holofotes, parece não ter adversários. Anda falando o que bem entende, desqualificando a Polícia Federal, a Abin, CPIs, Delegado Protógenes, Juiz Fausto de Sanctis, e até o MST, e poucas vozes são ouvidas para rebater os seus abusos. Aí a importância desse embate. Aparece Joaquim Barbosa para confrontá-lo. Será Mendes mais poderoso que nosso presidente da república? Daniel Dantas estaria por trás de suas investidas na mídia? Obrigado, Joaquim Barbosa!

video

Ronaldo voltou?

É de impressionar o destaque que Ronaldo ganha na mídia, esportiva ou não. Não sei se por peso na consciência ou medo de perder o emprego, mas a verdade é que nossos jornalistas parecem não ter outro assunto. Pois bem, vamos aos fatos:
1. Ronaldo voltou a jogar bola, o que a maioria não acreditava ou custavam a acreditar.
2. Ronaldo é melhor que a maioria dos jogadores brasileiros que aqui jogam e o torna realmente um jogador diferenciado hoje, entre os nossos ao menos.
3. Não, ele está longe de ser o melhor atacante atuando hoje no futebol brasileiro, por isso a indignação desse blogueiro sobre o destaque de Ronaldo na mídia. Melhor que ele temos alguns, uns melhor mesmo com ronaldo em forma, outros o ultrapassam por causa dos problemas físicos do camisa 9. Dentre aqueles, cito apenas dois, mas sabendo que temos mais: Nilmar e Fred.
4. Os gols de Ronaldo contra São Paulo e Santos nas finais do paulistinha 09, tão badalados na mídia, foram grandes falhas dos goleiros. Erros de posicionamento como nos gols contra o Santos e quanto aos gols contra o São Paulo, culpa da falta de ritmo do reserva Bosco, uma saída atabalhoada e mal posicionamento.
Enfim, veremos como o Ronaldo se sai em um campeonato puxado como o brasileiro, uma vez que paulistinha e copa do brasil é o sonho de qualquer jogador de nível internacional que quer voltar bem depois de uma contusão.
Onda de babação e elogios acéfalos que se aproveitam de um momento favorável para ganhar audiência serão motivos de chacota por esse meio.

O problema das laterais na era Muricy


Estive matutando ontem sobre o que me parece ser o grande problema do São Paulo F.C. hoje, as laterais. Veio-me a cabeça alguns questionamentos em que tenho algumas teorias, porém ainda não amadurecidas, portando deixo cá apenas os questionamentos.
Estive pensando, será que realmente o grande problema do São Paulo está na ligação meio-campo e ataque, ou esse meio não estaria, na verdade, congestionado? Qual o papel das laterais, esquerda e direita nesse imbrólio? As laterais existem no São Paulo?
Partindo desse ponto, percebi que esse não é um problema desse time de 2009, mas uma coisa de persegue o Muricy ao longo desses três anos à frente do tricolor. Vários laterais que faziam sucesso em grandes clubes brasileiros simplesmente não vingaram no morumbi, recentemente é o caso de Joílson e Wagner Diniz. Hoje eu vejo o júnior cézar se firmando pelo setor da lateral esquerda, mas também questiono se ele está fazendo um bom papel ou apenas quebrando um galho, visto que é sabido que ele almejava do São Paulo uma ponte para a seleção brasileira, o que acho que está longe de acontecer. Outros laterais, ao meu ver bons jogadores, também "se queimaram" sob o comando do Muricy Ramalho. Falo de Jancarlos e Jadílson. Outros falariam de Souza e Ilsinho. Creio que os dois não são bem laterais e jogavam muito pelo meio, congestionando ainda mais o setor. O próprio Júnior, gran de destaque dos títulos de 2005, que houve com ele? Foi culpa dele?Muitos outros nomes ainda faltaram aqui, mas a idéia é expor o questionamento. Será que os laterais que pelo morumbi passaram/passam, realmente não servem para o São Paulo por culpa deles próprios, ou esquema ou forma de jogo adotado pelo Muricy deixam-os em maus lençóis?