sábado, 26 de dezembro de 2009

Viva a virada de ano - Abaixo o Natal

Extraído do viomundo.

Mário Maestri: Abaixo o Natal

Atualizado e Publicado em 25 de dezembro de 2009 às 16:45

Por que não festejo e me faz mal o Natal

por Mário Maestri*, no Espaço Acadêmico

Não festejo e me faz mal o Natal por diversas razões, algumas fracas, outras mais fortes. Primeiro, sou ateu praticante e, sobretudo, adulto. Portanto, não participo da solução fácil e infantil de responsabilizar entidade superior, o tal de “pai eterno”, pelos desastres espirituais e materiais de cuja produção e, sobretudo, necessária reparação, nós mesmos, humanos, somos responsáveis.

Sobretudo como historiador, não vejo como celebrar o natalício de personagem sobre o qual quase não temos informação positiva e não sabemos nada sobre a data, local e condições de nascimento. Personagem que, confesso, não me é simpático, mesmo na narrativa mítico-religiosa, pois amarelou na hora de liderar seu povo, mandando-o pagar o exigido pelo invasor romano: “Dai a deus o que é de deus, dai a César, o que é de César”!

O Natal me faz mal por constituir promoção mercadológica escandalosa que invade crescentemente o mundo exigindo que, sob a pena da imediata sanção moral e afetiva, a população, seja qual for o credo, caso o tenha, presenteie familiares, amigos, superiores e subalternos, para o gáudio do comércio e tristeza de suas finanças, numa redução miserável do valor do sentimento ao custo do presente.

Não festejo e me desgosta o Natal por ser momento de ritual mecânico de hipócrita fraternidade que, em vez de fortalecer a solidariedade agonizante em cada um de nós, reforça a pretensão da redenção e do poder do indivíduo, maldição mitológica do liberalismo, simbolizada na excelência do aniversariante, exclusivo e único demiurgo dos males sociais e espirituais da humanidade.

Desgosta-me o caráter anti-social e exclusivista de celebração que reúne egoísta apenas os membros da família restrita, mesmo os que não se freqüentaram e se suportaram durante o ano vencido, e não o farão, no ano vindouro. Festa que acolhe somente os estrangeiros incorporados por vínculos matrimoniais ao grupo familiar excelente, expulsos da cerimônia apenas ousam romper aqueles liames.

Horroriza-me o sentimento de falsa e melosa fraternidade geral, com que nos intoxica com impudícia crescente a grande mídia, ano após ano, quando a celebração aproxima-se, no contexto da contraditória santificação social do egoísmo e do individualismo, ao igual dos armistícios natalinos das grandes guerras que reforçavam, e ainda reforçam – vide o peru de Bush, no Iraque – o consenso sobre a bondade dos valores que justificavam o massacre de cada dia, interrompendo-o por uma noite apenas.

Não festejo o Natal porque, desde criança, como creio para muitíssimos de nós, a festa, não sei muito bem por que, constituía um momento de tensão e angústia, talvez por prometer sentimentos de paz e fraternidade há muito perdidos, substituindo-os pela comilança indigesta e a abertura sôfrega de presentes, ciumentamente cotejados com os cantos dos olhos aos dos outros presenteados.

Por tudo isso, celebro, sim, o Primeiro do Ano, festa plebéia, hedonista, aberta a todos, sem discursos melosos, celebrada na praça e na rua, no virar da noite, ao pipocar dos fogos lançados contra os céus. Celebro o Primeiro do Ano, tradição pagã, sem religião e cor, quando os extrovertidos abraçam os mais próximos e os introvertidos levantam tímidos a taça aos estranhos, despedindo-se com esperança de um ano mais ou menos pesado, mais ou menos frutífero, mais ou menos sofrido, na certeza renovada de que, enquanto houver vida e luta, haverá esperança.

* Historiador e professor do curso de História e do Programa de Pós-Graduação em História da UPF, RS. Publicado em La Insignia.

Ataque ao papa - Missa do Galo

A mocinha é determinada. Esperou 1 ano para conseguir a nova investida e finalmente levar o papa ao chão.
Será que ela tem algo a dizer? Talvez esteja protestando pelas milhões de pessoas que pegam AIDS diariamente na África, muito em função de nosso semideus condenar o uso de preservativos... nunca saberemos...

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Vídeo - Chavez ovacionado no COP-15

Postei aqui o vídeo do Lula em seu inesquecível discurso no COP-15. É um discurso marcante pela coragem e precisão das idéias, confrontando com os principais países do mundo.
Agora posto aqui o discurso de Hugo Chavez. Se Lula foi ousado, imagine Chavez. Se Lula foi ovacionado, Chavez mal conseguia falar. Um prestígio que você nunca irá ver reconhecido em nossa imprensa golpista.

"El discurso (completo) anticapitaista antineoliberal y antiimperialista del Presidente de la República Bolivariana de Venezuela."

Vejam:


quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Pedregulho, de Reidy, está "abandonado"

Do tijolaço, do Brizola Neto.
O Pedregulho precisa de cuidados. Ele é mais que um conjunto habitacional, é um símbolo não só para a arquitetura, mas para a política habitacional.

É preciso salvar o Pedregulho!

É de entristecer a leitura da matéria de hoje, na Folha de S. Paulo – com acesso só para assinantes – que relata o abandono total do Conjunto Habitacionla do Pedregulho. Acho que quase ninguém da minha geração o conhece, assim como não sabemos que o Brasil já teve um tempo em que construir casas para o povão não era fazer caixotes amontoados de terceira categoria, como se tornou padrão na “Era BNH” e, parece, modelo até hoje.

Mas já houve um tempo assim, sim. E um de seus protagonistas, da geração de Lúcio Costa, Niemeyer e tantos outros que imprimiram pensamento próprio à arquitetura brasileira, foi Afonso Reidy, autor de projetos supervisíveis, como o do Museu de Arte Moderna e de outros, esquecidos e abandonados, como o Conjunto do Pedregulho.

Vou transcrever trechos da matéria de Fábio Grellet, da Folha, que narra muito bem o que acontece ali.

“Apartamentos com até 80 metros quadrados, com vista para o mar, situados em condomínio com piscina, quadra esportiva, escola, lago, posto médico, lavanderia e mercado. Tudo em meio a jardins e obras de arte, na zona norte do Rio.
O que hoje parece anúncio de lançamento imobiliário para a classe média alta correspondia, em 1947, ao primeiro projeto de habitação popular criado pelo arquiteto Affonso Eduardo Reidy, então funcionário do Departamento de Habitação Popular do Distrito Federal.” (…)

“O conjunto habitacional, em São Cristóvão, começou a ser construído em 1948 e foi inaugurado, ainda inacabado, em 1950. Chamado Mendes de Moraes em homenagem a um prefeito, ficou conhecido mesmo por Pedregulho, nome de um largo próximo dali. O prédio principal, com sete pavimentos e 272 apartamentos, só ficou pronto em 1962.”

“Aos 59 anos, o conjunto ainda atrai muita gente -principalmente arquitetos e urbanistas -, mas quase nada lembra a época áurea do imóvel.
Sem manutenção, escadas e pontes cederam. Em muitos trechos o esgoto corre a céu aberto. Algumas áreas foram invadidas por moradores de rua, que dormem nas escadas ou nas lixeiras desativadas.”

A última reforma do conjunto foi em 1994, no segundo Governo Brizola. A primeira parte foi executada, as seguintes, abandonadas.Assista o vídeo, muito bacana, sobre o conjunto, um trailler do documentário “Pedregulho, o sonho é possível”, dirigido por Ivana Mendes, que posto aí em cima.

Reidy, que teria completado 100 anos em 2009, tinha este que os tenocratas “modernos” acham um feio vício, o de pensar que os pobres são gente.

Vídeo - Criança, a alma do negócio

Para quem se preocupa não só com as crianças, mas com todo o comportamento da sociedade, da mídia e da política social.
Para o natal de todos.
Dica indireta do amigo Ricardo Goyanna.
Veja, aqui.

Parte 01

Parte 02

Parte 03

Parte 04

Parte 05

Parte 06

Concurso Beira-mar - Resultado questionável

http://www.iabrj.org.br/wp-content/uploads/2009/10/concurso-beira-mar.jpgInfelizmente o tão esperado resultado do concurso de reordenamento da Avenida Beira-mar não surtiu um contentamento esperado. A equipe vencedora, coordenada pelo arquiteto Ricardo Muratori e com a participação de Fausto Nilo foi amplamente questionada, não apenas por vários arquitetos presente na solenidade do dia 22 do Náutico, como também dos feirantes da Beira-mar, que mostraram-se indignados com o resultado. Os feirantes diziam: "Esses arquitetos não sabem o que é puxar carrinho todo dia pra ir trabalhar". A feira era obrigatória ser fixa, segundo o edital...

Para fazer um resumo, o projeto mostrou-se de pouca qualidade, não cumpriu as exigências do edital e tão pouco será aproveitado nas suas questões essenciais. Isto não apenas o bodegueiro aqui está dizendo, mas o próprio jurado do concurso, afirmando em ata. Vejam aqui.

Enfim, tinham bons projetos lá expostos, mas o melhor não venceu. Venceu a equipe dos queridinhos dos concursos aqui em Fortaleza. Se são cartas marcadas, ninguém pode afirmar, mas a polêmica está no ar. Ontem o coordenador do concurso, Rochinha, desanimado, esteve no Bom Dia Ceará e em nada elogiou a equipe vencedora, pelo contrário, falava que tinha que ajeitar isso, reformular aquilo... Basta ir ao blog do IAB e vejam as discussões. Como exemplo e uma síntese do que aqui digo, um leitor diz:
Anônimo disse...

EU VI O PROJETO, E O MESMO NÃO CONDIZ COM O QUE ESTÁ ESCRITO NO EDITAL.

1 - A FEIRINHA PROPOSTA CONTINUA MÓVEL E TEM VÁRIAS COBERTAS QUE NÃO PROTEGEM NADA.
2 - OS QUIOSQUE SERÃO CONTAINERS DE FERRO E NÃO ESTÃO ESPAÇADOAS A CADA 150M.
3 - EXISTEM SIM VÁRIOS BOLSÕES DE ESTACIONAMENTOS NA PRAIA INDUZINDO O USO DO VEÍCULO E NÃO DO PEDESTRE.
4 - O ANFITEATRO TERÁ SUA LINDA VISUAL PARA O MAR TAMPADA POR UM PALCO.
5 - O MERCADO DE PEIXE TERÁ DOIS PISOS E FICARÁ TAMPANDO TODA A BELA VISTA DO MUCURIPE.

ESPERO QUE A POPULAÇÃO SE INTERESSE EM ESTUDAR MELHOR ESTAS INTERVENÇÕES QUE O IAB ESTÁ FAZENDO VISTA GROSSA E A MEU VER E DE MUITOS ENTENDIDOS, NÃO RESOLVERÃO OS PROBLEMAS ATUAIS.!!!

E COM CERTEZA EXISTIAM SOLUÇÕES MAIS PLAUSÍVEIS EM OUTROS PROJETOS CONCORRENTES.

Curiosidades do Natal - 25 de dezembro?

Do sempre coeso, dr. zem.
Afinal, comemorar o quê?
Enfim, feliz natal a todos mesmo assim.

Em que data Nasceu Cristo? - Curiosidades do Natal.

Para dizer a verdade, ninguém sabe ao certo qual a verdadeira data do nascimento de Jesus Cristo. O Evangelho de Lucas registra apenas o local do nascimento: Belém de Judá, Terra do Rei Davi.

É fato! A Igreja católica nunca afirmou que Jesus nasceu no dia 25 de dezembro, a data, provavelmente, foi escolhido pela Igreja Católica para unificar as comemorações do natalício, já que as comunidades eclesiais comemoravam em datas diversificadas, de acordo com suas tradições, afinal, um acontecimento tão importante merecia uma data única para festejar. Os motivos atribuídos a escolha da data são muitos, há muitas controvérsias, não existindo, portanto, um consenso.

Há quem defenda que dia 25 de dezembro tenha sido condicionada ao evento da Anunciação do Anjo a Maria. Outra teoria refere-se à cristianização de comemorações pagãs em relação ao sol – a chamada festa pagã do natalis solis invictis, comemoração do sol invicto, celebrada no solstício de inverno. A este respeito, é válido o relato de, S. Agostinho, no século V, que explicava o costume já vigente, dizendo: “Festejamos este dia solene, não como os pagãos voltados para este Sol, mas voltados nós para aquele que fez este Sol”.

Documentos históricos apontam que o Natal, com data unificada, já era festejado no ano 336. Uma corrente majoritária defende que o 25 de dezembro não é uma data provável para o nascimento de Cristo, dada às condições do clima na região da Palestina neste período, marcado pelo inverno de intenso frio, com fortes chuvas e ocorrências de geadas, não compatível, portanto, com o relato encontrado no evangelho de Lucas, que cita pastores dormindo com suas ovelhas em pleno campo, costume mais adequado ao período da primavera.

Até mesmo o ano de nascimento de Jesus apresenta incorreções. De acordo com historiadores, Jesus não nasceu no primeiro ano do nosso calendário, mas sim, em torno de seis/sete antes da era cristã. O fato se deu devido a um erro de cálculo da Igreja Católica, mas especificamente de Dionísio, O Exíguo, ocorrido quinhentos anos após o nascimento do Messias. Com efeito, o nascimento do salvador não poderia ter ocorrido no ano marcado no calendário da era cristã, já que Herodes, o rei que recebera os Reis Magos, já havia morrido no ano 4 A.C.

Mesmo com tantas incertezas quanto a real data de nascimento do Filho de Deus, em nada fica invalidada a fé dos Cristãos, afinal, o que importa é a existência histórica de Cristo e suas mensagens contidas no Evangelho, não é verdade?

FELIZ NATAL A TODOS

Fontes:
Guia de curiosidades Católicas: Evaristo Eduardo de Miranda.
Artigo "A data do nascimento de Jesus: D. Estêvão Bettencourt: http://www.cleofas.com.br/virtual/texto.php?doc=ESTEVAO&id=deb0006

Esse é o natal dos Ramones - Merry Christmas

Feliz natal a todos.

100 Libertadores - Corinthians

Agora deviam fazer a 100 estádio e 100 prestígio internacional.
Vejam aqui.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Com a palavra, o presidente Lula - COP 15

Do dr. Zem.
O espetacular discurso de Lula no COP-15.

O discurso de Lula em Copenhague – Vídeo.

E o Lula heim! As informações da imprensa dão conta que ele foi o mais aplaudido entre os líderes que discursaram na COP-15 – 15° Conferência das Nações Unidas sobre o Clima, realizada na Dinamarca. O presidente discursou por dez minutos para cerca de 120 chefes de estado, de forma clara e eloqüente, contrariando, provavelmente, os preconceituosos que insistem em chamá-lo de analfabeto, ignorante e outras asneiras.

Desta vez, até a jornalista Miriam Leitão, no dia 17/12/2009, em um post com o título: “Lula fez discurso objetivo e preciso em Copenhague”, elogiou, no seu Blog, a atuação do presidente. Alguns comentaristas do Blog, no entanto, não perderam a oportunidade de soltar suas gozações, com ironias do tipo:

“Miriam confundiu tudo! Elogiar o Lula que loucura?
So falta agora criticar o Serra!”

“Uau, este deve ser o primeiro comentário positivo da Miriam sobre o Lula!”
“Incrível. Fantástico. Extraordinário. a jornalista Mìriam Leitão elogiou o presidente LULA. ´Contando NINGUÉM vai acreditar.”

“Ih...
E capaz da Miriam (ou a estagiaria que escreveu essa besteira?!)
perder até o emprego.
Caramba. Que ousada!”

“pronto, foi só o povo se espantar que a Miriam estaria 'elogiando' o Lula, para ela desfazer o feito: vejam o post "Decepção"...”

Com efeito, a jornalista de economia, que ultimamente vem se arriscando em assuntos do meio ambiente, voltou às suas características de comentários marcados por ambigüidades do tipo: “foi bom, mas...”, "A economia cresceu, entretanto...", no post do dia 18/12, por exemplo, saiu com a manchete “Lula falou menos do que a expectativa, mas acertou”, referindo-se ao mais aplaudido discurso do presidente em Copenhague.



Concurso Beira-mar - amanhã sai o resultado

Do IAB-CE virtual.
Ansiosíssimo pelo resultado, que só será divulgado amanhã, às 20:00hs, no Náutico.
Estarei lá.

Novo arranjo espacial para a Av. Beira-Mar


A população de Fortaleza aguarda com ansiedade o resultado do Concurso Nacional de Ideias para o Reordenamento Geral e Projetos Arquitetônicos, Urbanísticos e Paisagísticos da Avenida Beira-Mar. As três melhores propostas serão conhecidas em uma solenidade que será realizada no dia 22 de dezembro, às 20 horas, no Náutico Atlético Clube Cearense, localizado na própria Av. Beira-Mar.

Na ocasião, todos os projetos inscritos estarão expostos para apreciação do público, mas os vencedores serão conhecidos somente no ato da solenidade. O primeiro colocado do concurso deverá ser contemplado com uma premiação no valor de R$ 60 mil, enquanto o segundo e terceiro colocados receberão, respectivamente, R$ 40 e R$ 20 mil. O projeto vencedor será contratado para desenvolver a nova configuração de uma das paisagens mais expressivas da Capital.

O sucesso do concurso se reflete na qualidade dos trabalhos apresentados e em seus números: 78 pré-inscritos, 35 inscritos e 22 candidatos habilitados. Destes últimos, 13 são do Ceará, cinco de São Paulo, dois do Rio de Janeiro, um do Mato grosso do Sul e um da Paraíba. O concurso é promovido pela Prefeitura Municipal de Fortaleza e organizado pelo Departamento do Ceará do Instituto de Arquitetos do Brasil - que recebeu as inscrições de 11 de outubro a 27 de novembro.
Para o coordenador do Concurso pelo IAB-CE, arquiteto Antônio Rocha Júnior, a realização de um concurso nacional aumenta as possibilidades de receber contribuições criativas e soluções viáveis para um projeto que prevê melhoramentos amplos em uma extensão de 3 km da Beira-Mar.

A Comissão Julgadora do concurso foi composta pelos seguintes arquitetos:

a) Indicados pelo IAB-CE: Fábio Penteado (SP), Matheus Gorovitz (DF), Roberto Castelo (CE) e Rosa Kliass (SP);
b) Indicados pela Prefeitura Municipal de Fortaleza: Débora Sales (CE), Lia Parente (CE) e Rommel Ramalho (CE).

Os avaliadores julgaram os projetos a partir de critérios plástico-paisagísticos, acessibilidade e universalidade no uso, segurança alimentar, segurança pública, atratividade da área, viabilidade sócio-ambiental e econômico-financeira, viabilidade da gestão da área, articulação com o espaço urbano, conforto e adequação ambiental.


Reordenamento

O Plano de Reordenamento Geral e Projetos Arquitetônicos, Urbanísticos e Paisagísticos da Avenida Beira-Mar está sob a coordenação da Secretaria de Turismo de Fortaleza, que firmou parceria com o Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Ceará (IAB-CE) para a organização do Concurso Nacional de Idéias. Com um custo de execução total (exceto o projeto de contenção da erosão marinha) estimado em 30 milhões, o Plano é uma das ações que visam à recuperação da orla marítima da Capital. Junto com a requalificação da Praia de Iracema, da Praia do Futuro e com a conclusão da Vila do Mar (antigo projeto Costa/Oeste), as obras na Av. Beira-Mar fecham o conjunto de ações voltadas para o litoral de Fortaleza que deverão ser entregues, pela Prefeita Luizianne Lins, à população, ao final de sua gestão, em 2012.

A urgência de realização do Plano se justifica tanto pela atual situação em que se encontra a Beira-Mar, mas também porque a proposta irá se encaixar em uma das muitas melhorias infra-estruturais para a realização da Copa de 2014. Dentre obras de abertura de vias, recuperação de estádios e a viabilidade do transporte urbano, a recuperação da Av. Beira-Mar enquadra-se nesse cenário não só por se tratar de um dos espaços mais significativos da cidade, mas, também, por concentrar os serviços do setor turístico, que estará em evidência com a realização de um dos maiores eventos esportivos mundiais. Portanto, o Plano de Reordenamento da Avenida irá complementar a preparação da cidade para a recepção dos eventos relacionados à Copa de 2014.
A Av. Beira-Mar é um espaço de lazer, esporte, comércio e serviços. Geograficamente, essas atividades se misturaram de tal forma que a própria avenida e seu entorno não estavam suportando o volume de freqüentadores e de atividades nela concentradas. A obra vem oferecer melhores condições espaciais para a realização dessas atividades, de forma a que os fortalezenses sintam-se acolhidos nesse espaço e possam usá-lo de diferentes formas, fortalecendo o vínculo afetivo com a Beira-Mar e, conseqüentemente, com a própria cidade.

O Plano de Reordenamento Geral e Projetos Arquitetônicos, Urbanísticos e Paisagísticos da Avenida Beira-Mar prevê intervenções em uma área de mais de 3 km de extensão, compreendida entre a Av. Rui Barbosa e o Mercado dos Peixes. Ele deverá promover a ocupação ordenada do espaço, devolver a faixa de praia com a contenção da erosão marinha, cobrar adequação das barracas à legislação de ocupação vigente e oferecer melhores condições para o comércio de artesanato da Feirinha. O projeto vencedor também deverá apresentar soluções em relação à instalação de banheiros públicos ao longo da via e também para a melhoria e manutenção de equipamentos de esporte e lazer dispostos no trecho compreendido pela obra.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Ronaldo é da Vale

ronaldo_400
Além de jogar no Corinthians, o cara ainda faz propaganda de lixo.

Irã transmite ao vivo lançamento de míssil

Do tijolaço.
A velha máxima, não é amigo dos EUA, não pode ter arma.

Como eu disse: Índia pode, Irã não pode…

2misseis

Do lado esquerdo, o míssil disparado pela Índia, no domingo, o Dhanush, com capacidade de carregar ogivas nucleares de até 500 quilos. A Índia e o Paquistão, que vivem em conflitos, são vizinhos do Irã e ambos possuem bombas atômicas. A comunidade internacional, porém, não deu um pio, porque ambos são aliados dos Estados Unidos.

Do lado direito, o míssil iraniano Sejil-2, de médio alcance, cujo teste foi mostrado pela TV do Irã e despertou nova onda de ameaças de retaliação ao país.

Missil indiano é “bonzinho”; míssil do Irã é “malvado”?

O argumento de que o alcance do míssil iraniano é maior não tem sustentação. O míssil indiano cobre todas as possibilidades de um disparo contra o Paquistão, que é o país que os indianos entendem como ameaça militar. O do Irã – esse é o maior motivo das críticas – teria condições de chegar a Israel.

E o Irã tem que se preocupar com ameaças bélicas de Israel? Transcrevo o que foi publicado pelo G1, em junho do ano ano passado, com base no The New York Times:

“O exército de Israel realizou manobras militares no início deste mês simulando um teste para um possível ataque a instalações nucleares iranianas, de acordo com funcionários americanos citados nesta sexta-feira pela imprensa dos Estados Unidos.Mais de 100 aviões de combate F-16 e F-15 israelenses participaram de manobras ao longo do leste do Mediterrâneo e na Grécia durante a primeira semana de junho, para preparar ataques à distância, demonstrando a “preocupação de Israel em responder às ambições nucleares do Irã”, anunciou o New York Times.(…)

“Se o Irã prosseguir o seu programa de armas nucleares, estão atacaremos” disse Mofaz (vice-premier de Istrael) ao jornal Yediot Aharonot.

É urgente que o mundo desenvolvido – e dono de armamento nuclear, diga-se de passagem – entenda que não pode continuar a agir de forma em que um lado pode se armar, outro não. O resultado disso, como se está vendo, são cada vez mais armas. E construir armas é muito, muito mais fácil do que, depois de tê-las, destruí-las.

Justiça e equilíbrio são ingredientes essenciais de um processo de paz. Sem eles, infelizmente, continuaremos a ver subir foguetes da morte cada vez maiores, por toda parte do mundo. Alguma hora teremos de parar de ficar discutindo quem começou com isso e criar regras que valham para todos, da Índia ao Paquistão, do Irã a Israel. Mas que valham também para os EUA, não é?

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Com a palavra, Fidel - sobre Obama

"Agora esperamos um novo discurso teatral em Oslo, um novo compêndio de frases que ocultam a existência real de uma superpotência imperial com centenas de bases militares mobilizadas no mundo, 200 anos de intervenções militares no nosso hemisfério e mais de um século de ações genocidas em países como Vietnã, Laos e outros da Ásia, África, Oriente Médio, Bálcãs e qualquer parte do mundo."

Fidel Castro

102 anos de Niemeyer

Do estreante aqui na bodega, o blog tijolaço, de Brizola Neto.
Parabéns ao mestre Niemeyer, pelos 102 anos de vida e pelos muitos bons serviços prestados ao Brasil e ao mundo.

Niemeyer, 102 anos. Viva Oscar!

Oscar Niemeyer completa 102 anos, amanhã.

O que é monumental, é assim: atravessa o tempo.

Encanta a quem nunca viu, espanta mesmo a quem já o viu mil vezes.

Surpreende, tanto quanto cativa.

Oscar não desenha, risca sonhos lúcidos, onde a razão não luta com a beleza, onde o abstrato é feito de concreto, onde o concreto que não pesa, mas flutua.

É tão poesia com tão poucos traços, o Dr. Oscar, que faz a gente querer fazer poesia para falar dele.

Não precisa.

102 anos não precisam de legenda. São a própria legenda, viva.

Viva, viva, Niemeyer. Enquanto puder, enquanto te merecermos e merecermos a beleza que você sonha, desenha e constrói.

É só o que te pedimos mais, depois do tanto que você nos deu.

E aos leitores eu peço que perdoem este esparramo e vejam o vídeo que posto aí em cima, um trailler do documentário “Oscar Niemeyer – Um sopro de vida” , de Fabiano Maciel, que mostra as obras do nosso gênio, com a participação de Chico Buarque de Hollanda, Carlos Heitor Cony, Eduardo Galeano, Ferreira Gullar, Eric Hobsbawn, Oscar Niemeyer, Nelson Pereira dos Santos, José Saramago e Mario Soares, entre outros. Imperdível. Vai ao ar na sexta-feira, dia 18, às 22:30 h.

Violência e corrupção em Brasília

Além de roubar, os mandatários de Brasília mandam bater.
Do dr. zem.

Violência policial em Brasília- Cassetete antes do diálogo.

As cenas lamentáveis e desproporcionais da violência policial na manifestação contra a corrupção em Brasília, guardadas as devidas proporções, chegaram a lembrar os tempos da ditadura.

No início, dava até para imaginar que o policial estava constrangido com as absurdas agressões - mera ilusão.

Violência Policial no ato Fora Arruda from Raul Cardoso on Vimeo.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Diário de Honduras - a ditadura continua

Do vi o mundo, que à pouco estava sofrendo um ataque de hackers, juntamente com o escrivinhador. Quem são os responsáveis...?
Em Honduras não tem jeito, não dá para negociar com ditadores.

Celso Amorim: Rejeição truculenta

Atualizado em 10 de dezembro de 2009 às 15:42 | Publicado em 10 de dezembro de 2009 às 14:49

Amorim critica Honduras por recusar saída de Zelaya para o México

por Paula Laboissière, Agência Brasil

Brasília - O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, criticou hoje (10) a rejeição do governo interino de Honduras de liberar a saída do presidente deposto Manuel Zelaya para o México. “É uma intransigência. Não é assim que se faz democracia e política, mas querer ensinar diplomacia e política a golpistas é muito difícil”, disse.

Para Amorim, a medida poderia contribuir para o diálogo e para a pacificação em Honduras. Ele acredita ainda que a tentativa de fazer com que Zelaya assine um documento pedindo asilo político é uma “forma de humilhação”.

Zelaya havia pedido para deixar o país como "hóspede ilustre", mas o governo interino só aceitou a saída caso ele pedisse asilo político a outro país, condição rejeitada pelo líder deposto. Com a decisão de negar o salvo-conduto, Zelaya permanece na Embaixada do Brasil em Tegucigalpa, onde está hospedado desde o dia 21 de setembro.

Após participar de entrevista a emissoras de rádio durante o programa Bom Dia, Ministro, Amorim destacou que, até então, o governo brasileiro acreditava que havia uma negociação em andamento do governo interino de Honduras e do governo mexicano.

“O próprio governo do México deve ter ficado surpreso. Um governo que não tem legitimidade age sempre de maneira ilegítima”, disse, ao acrescentar que desconhece outros casos em que governos exigiram a assinatura de um documento antes da saída de um refugiado. “Isso não existe. Se querem considerar como auxilo, podem considerar, mas exigência não existe. Nem quando houve a ditadura militar aqui no Brasil foi exigido que as pessoas assinassem um documento.”

Segundo o ministro, a decisão representa algo incompatível com o momento em que passa a América Latina. Ele classificou a rejeição ao salvo-conduto de “truculenta”.

“Vamos ver o que acontece, mas não vamos ficar enxotando o presidente Zelaya da nossa embaixada. Demos proteção à ele, proteção que foi reconhecida pela OEA [Organização dos Estados Americanos] e pelo Conselho de Segurança da ONU [Organização das Nações Unidas).

Mensalão do DEM - Arruda devaneia em Brasília

Essa é do Leandro Fortes, extraído do cloaca news.
Ele compara Arruda com o Collor. Será que esse cara ainda vai aparecer um dia no cenário político, da mesma forma que Collor ressurgiu esse ano?

ARRUDA: A FASE DO AUTISMO


Por Leandro Fortes,
do Brasília, eu vi

.

"Eu era repórter da Zero Hora, em Brasília, e presidente do Comitê de Imprensa do Palácio do Planalto, em setembro de 1992, quando Fernando Collor de Mello foi afastado do cargo por decisão da Câmara dos Deputados e, em seguida, exilou-se na biblioteca da Casa da Dinda, no Setor de Mansões do Lago Norte da capital federal. Setorista no Palácio do Planalto, acompanhei a agonia de Collor desde as primeiras denúncias, centradas na vida e na obra de Paulo César Farias, o PC, até a derrocada do primeiro presidente eleito depois de 21 anos de ditadura militar. De tudo que se passou naqueles tempos, o que mais me interessou foi a fase de Collor na biblioteca da Casa da Dinda. A fase do autismo.

O trauma do afastamento (o impeachment só seria votado, dois meses depois, em novembro) havia tornado a personalidade de Collor ainda mais estranha. Diariamente, ele acordava cedo, se vestia impecavelmente de paletó e gravata, se fazia acompanhar de assessores e seguranças e, então, atravessava a rua para ir à biblioteca. Isso mesmo: o cômodo não ficava na Casa da Dinda, mas numa casa menor, em frente à residência do presidente. Todo santo dia, um Collor soturno, com olhar vidrado e andar robótico, fazia aquela travessia surreal em direção a um poder imaginário. Lá, sentava em frente a uma mesa de reuniões de madeira maciça e colocava em frente a si um daqueles aparelhos elétricos antigos que matavam insetos. Por quase dois meses, quando finalmente renunciou antes de ser cassado, o presidente do Brasil fingia governar o país em meio a consultas solitárias de títulos aleatórios de livros da família ao som de pequenos estalos provocados pela eletrocutação de moscas e muriçocas. Enquanto o mundo se desmoronava a seu redor, Collor vivia, como um autista, num universo próprio e impenetrável. E dele, ao que parece, nunca mais emergiu.

Essas impressões sobre o atual senador Collor me vieram à cabeça depois de ouvir o pronunciamento do governador José Roberto Arruda, no momento em que ele anunciou sua desfiliação do DEM. Arruda virou um espectro humano desagradável, e mesmo para jornalistas experientes não deixa de ser penoso se defrontar com a manifestação física da degradação moral de um político caído em desgraça. Desmoralizado e abandonado pela raia miúda que com ele se locupletou dos maços de dinheiro que fazem a festa no Youtube, Arruda parece ter entrado naquela fase autista de Collor. Ao falar à imprensa, não estava se dirigindo ao mundo real, mas a uma existência virtual projetada em outra dimensão. Arruda decidiu que o importante agora é continuar governando o Distrito Federal e tocar as mais de mil obras em andamento, levantadas em toda parte, com vistas aos 50 anos de Brasília, a serem comemorados em 21 de abril de 2010.

Em primeiro lugar, José Roberto Arruda não governa mais o Distrito Federal. Sua última ação administrativa foi, digamos assim, a ordem dada à Política Militar para atacar, com cavalos, cães e cassetetes, dois mil manifestantes que estavam pacificamente no Eixo Monumental de Brasília. Lá, como ilustração da anarquia que virá, um coronel PM de cabelos brancos partiu como um babuíno enfurecido para cima de um estudante e rasgou-lhe a camisa. Filmado, ordenou aos PMs que jogassem gás de pimenta nos olhos dos cinegrafistas. Arruda, ao que parece, estava na residência oficial, decidindo se contratará a cantora pop Madonna ou a banda irlandesa U2 para abrir os festejos do Cinqüentenário.

Arruda não tem mais nenhum partido em sua base de sustentação e, agora, não faz parte de nenhuma sigla partidária. Em duas semanas, perdeu 12 secretários e seis administradores regionais (das cidades-satélites e do Plano Piloto). Na Câmara Legislativa, metade dos 24 deputados distritais está envolvida no Mensalão do DEM. Arruda, que costumava inaugurar até creche de boneca, não tem mais coragem de colocar o pé para fora de casa.

Vai para o Palácio do Buritinga, sede do governo, em Taguatinga, escondido pelos vidros fumê de carros oficiais, mais ou menos como Collor atravessava a rua para mergulhar no mundo encantado da biblioteca do avô.

Entrou, definitivamente, na fase do autismo. E com ele, o DEM. O Ex-PFL, ao que parece, acredita mesmo que, ao se livrar de Arruda, irá também se livrar da pecha de partido atrasado, reacionário e corrupto".

A vitória de Evo

Extraído do vi o mundo.
A respeito da histórica vitória de Evo Morales na Bolívia.

Atilio Boron: Por que Evo ganhou?

Atualizado e Publicado em 09 de dezembro de 2009 às 10:18

Por que Evo ganhou?

Por
Atilio A. Boron, na Caros Amigos

Uma semana atrás celebrávamos o triunfo de Pepe Mujica no Uruguai. Hoje, temos renovadas – e também mais profundas – razões para festejar a notável vitória de Evo Morales. Tal como assinala o analista político boliviano Hugo Moldiz Mercado, o veredito das urnas marca pelo menos três feitos importantíssimos na história da Bolívia.

a) É o primeiro presidente democraticamente eleito para dois mandatos sucessivos;

b) É o primeiro, também, a melhorar a percentagem de votos que obteve da primeira vez (53,7%); e

c) É o primeiro a obter uma esmagadora representação parlamentar, na Assembleia Legislativa Plurinacional. Além do que, quando saírem os resultados definitivos, não disponíveis no momento, talvez concretize a obtenção de dois terços no Senado, o que lhe permitiria nomear autoridades judiciais e aplicar a nova Constituição sem oposição.

Tudo isso converte Evo Morales, do ponto de vista internacional, no presidente mais poderoso da convulsionada história da Bolívia.


Veja matéria completa, aqui.

Com a palavra... o presidente Lula

Dos amigos do presidente Lula.
O hômi agora resolveu pegar pesado contra o ladrões... e os ladrões endinheirados.
Agora sim, Lula está mostrando coragem!

Lula assina projeto de lei que torna corrupção de altas autoridades crime hediondo

Trecho do discurso do presidente Lula durante cerimônia no Dia Internacional Contra a Corrupção, em Brasília, na qual assinou projeto de lei que transforma em crime hediondo atos de corrupção cometidos por altas autoridades públicas.





O projeto de lei anti-corrupção (ainda terá que ser aprovado no Congresso), será levado ao G20 como exemplo a ser seguido.

Trechos do discurso transcrito:

"Vamos pegar essa crise econômica para ver o que aconteceu. Vamos analisar corretamente o crime que o sistema financeiro internacional cometeu com a humanidade. Quantos bilhões de dólares os cofres públicos dos países ricos tiveram que colocar no sistema financeiro e quebraram por especulação, sem gerar emprego, sem gerar distribuição de renda, e o dinheiro que faltou para ajudar os países pobres do mundo apareceu para salvar os banqueiros, que tinham quebrado os estados...


Se nós não aumentarmos a punição para essa gente, nós vamos continuar enchendo as cadeias de pobres e vamos continuar vendo a corrupção correr solta no mundo...


... o que é o Paraíso Fiscal, senão uma corrupção?


O que é a existência de Paraísos Fiscais, senão um processo de corrupção de alguém que não pagar os seus impostos adequadamente...


E as pessoas não querem discutir isso! Porque aí você está mexendo com interesses de gente, como diria o Zeca Pagodinho, que tem bala na agulha... de gente que tem café no bule... você não está mexendo com o baixo clero ... você está mexendo com o alto clero, quando você toma uma atitude como essa.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Pilantragem aqui na terrinha

Como de praxe aqui na imprensa cearense, nada de dar nome aos bois...
"cujo gerente é considerado um importante empresário com pretensões políticas no Estado cearense."

PF prende 15 acusados de desvio de verba pública no CE

Qua, 09 Dez, 09h50

Quinze pessoas foram presas ontem no Ceará durante a Operação Gárgula, da Polícia Federal (PF), com apoio da Controladoria-Geral da União e da Receita Federal, com o objetivo de desarticular uma quadrilha especializada em desvio de verbas públicas, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.

O esquema investigado pela PF teria como alvos funcionários ligados à administração das prefeituras de Eusébio, Aquiraz e Guaramiranga, envolvidos no suposto esquema montado para intermediar e desviar dinheiro de obras públicas a fim de abastecer uma rede de corrupção.

Segundo a investigação, para desviar dinheiro público, o grupo tinha várias empresas de fachada, que eram comandadas por um escritório de consultoria, cujo gerente é considerado um importante empresário com pretensões políticas no Estado cearense.

Ainda de acordo com a apuração, terceirizados a serviço de uma agência bancária no Estado estariam envolvidos no esquema aprovando obras públicas de maneira ilegal. A PF apreendeu documentos, computadores e cerca de R$ 300 mil.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Mais da campanha contra a Folha

Do cloaca news.
A globosfera contra-ataca.

CLOACA NEWS NOTIFICA FOLHA



















Ao Otávio Frias Filho
Diretor de Redação da Folha de S.Paulo
Alameda Barão de Limeira, 425 - Campos Elíseos
São Paulo, SP



Na qualidade de procuradores do blog Cloaca News (http://cloacanews.blogspot.com) servimo-nos da presente para - sem prejuízo de quaisquer outras providências que possam ser levadas a efeito - notificá-lo a respeito do que segue:

- sua gazeta, em passado recentíssimo, publicou uma falsa "ficha do Dops" da Ministra Dilma Rousseff;
- publicou artigo de um psicopata acusando o Presidente Lula de assassinato;
- classificou de "ditabranda" o sanguinário e abjeto regime de exceção vivido no país entre 1964 e 1985;
- sua gazeta tem ocultado da população absolutamente todas as falcatruas dos governos demotucanos, notadamente o de José Serra, em São Paulo;
- sua execrável gazeta publicou, sem qualquer tipo de averiguação, um indecente e ignominioso artigo acusando o atual Presidente da República de ter praticado estupro.

Os casos supracitados são apenas alguns exemplos das imundícies estampadas diariamente pela sua Folha, à guisa de "jornalismo".

À face do exposto, estamos notificando-o para que se abstenha de chamar de "Jornalismo" essa porcalhada impressa com a logomarca Folha de S.Paulo. Outrossim, que se abstenha de utilizar o lema "Um jornal a serviço do Brasil" em seu frontispício, visto que, além de conspurcar o conceito de "jornal", sua gazeta tem demonstrado, amiúde, que está "a serviço" de grupos e interesses espúrios e inconfessáveis.

Alterum non laedere.

Sem mais,

Cloaca & Cloaca Associados

sábado, 5 de dezembro de 2009

Enquanto isso... em Honduras

Campanha contra a Folha

Limpeza da mente, apóie essa verdadeira auto-ajuda.
Do abundacanalha.
Vejam aqui.

Para cada um nascem dois

Estes são os banners que a Folha de S.Paulo quer censurar:





Pois temos outros, são apenas o começo de uma série. Faremos mais.







Maldito auto-ajuda!

Do classe média.
Como dizem, "leu na veja, problema seu!"
ou, maldito auto-ajuda!

Deleite sem limites para a Classe Média (1): Veja falando de autoajuda



O supra-sumo do jornalismo semanal impresso para a família médio-classista, a revista Veja, não se conforma em apenas ser um símbolo para a Classe. Não satisfeita, a edição desta semana traz em sua capa a chamada para uma reportagem que promete ser bastante esclarecedora ("não adianta torcer o nariz") sobre as propriedades místicas da Autoajuda. Um combo pra ninguém botar defeito.


Trocando em miúdos: revista Veja, falando dos best-sellers da autoajuda, explicando como são eficazes para vencer etapas difíceis da vida, inclusive dando ênfase ao lado místico da coisa, com uma ariana magra e feliz pra ilustrar (uma escolha claramente aleatória), a edição corre o risco de ser retirada precocemente das bancas sob a acusação de causar orgamos múltiplos espontâneos nas salas de estar dos apartamentos e nas esperas dos consultórios odontológicos Brasil afora.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Os DEMs de Brasília na mira da justiça

Dos amigos do presidente Lula.
Notícia que pouco você vai ver na imprensa golpista. Só gente boa sendo enquadrada.
É a verdadeira caixa de pandora.

Polícia Federal apreende R$ 700 mil com o governador do DEM



Aproximadamente 150 agentes da Polícia Federal cumpriram mandados de busca e apreensão nesta sexta-feira em empresas, residências e gabinetes de deputados distritais e apreenderam, ao todo, R$ 700 mil em dinheiro. A Operação Caixa de Pandora apreendeu ainda computadores, documentos e mídias.

A operação da PF apura um esquema de propina à "base aliada" do governo de José Roberto Arruda (DEM). O secretário de Relações Institucionais do DF, Durval Barbosa, foi o colaborador da investigação e gravou uma conversa em que o governador apareceria negociando com ele o destino de R$ 400 mil.Durval Barbosa, pediu garantia de vida e está no programa de segurança a testemunha da PF

Em outro trecho, segundo o despacho do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que determinou as buscas e apreensões, consta a informação de que o dinheiro seria dividido entre deputados distritais da "base aliada".

São investigados os deputados distritais Eurides Brito (PMDB), Rogério Ulisses (PSB), Pedro do Ovo (PRP) e o presidente da Câmara Legislativa do DF, Leonardo Prudente (DEM). Algumas empresas do DF também fazem parte da investigação e foram realizadas buscas em suas sedes.

As empresas prestariam serviço ao GDF e ajudariam a compor o bolo da verba que seria distribuída a deputados. "Repassam ao esquema criminoso os R$ 600 mil que estão sendo rastreados pela Polícia Federal, sendo necessário saber se estas empresas têm em seus arquivos ou em suas dependências documentos, anotações e registros contábeis paralelos relacionados com a apuração", diz o despacho.

Além das empresas, três pessoas físicas são citadas por Durval Barbosa como as que teriam repassado ao esquema parte dos R$ 600 mil rastreados. Entre elas está o secretário de educação do DF, José Luiz Vieira Valente, que teria recebido R$ 60 mil de uma das empresas investigada para compor o montante de dinheiro.

Governador afasta secretário que ajudou investigação no DF

O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), exonerou hoje o secretário de Relações Institucionais, Durval Barbosa. O secretário fez escutas de Arruda (DEM) oferecendo propina para parlamentares da base aliada na Câmara Legislativa do Distrito Federal. A PF informou que, além dos R$ 700 mil apreendidos nas buscas cumpridas hoje na casa do governador Arruda, foram encontrados ainda US$ 30 mil e 5 mil euros.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Dos amigos do presidente lula.
Essa é inusitada. Quem diria que o Brasil seria um dia cogestor do FMI.

Brasil passa a ter poder de veto no FMI


Depois de nove meses de negociações, o Brasil conquistou o direito de ter poder de veto no FMI (Fundo Monetário Internacional).

Com isso, os países do BRICs, formado por Brasil, Rússia, China e Índia, passam a ter o mesmo peso dos países avançados nas reuniões do FMI.

Agora, somente os BRICs, os Estados Unidos, o Japão e os países da União Europeia terão poder de veto sobre as principais decisões do FMI.

O anúncio será feito hoje à tarde em Brasília pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega.

A decisão foi tomada após reunião realizada ontem em Washington. Foi decidido que o Brasil passa a integrar o NAB (Novos Acordos de Empréstimo, na sigla em inglês), com uma contribuição de até US$ 14 bilhões ao Fundo, o que garante ao Brasil ter o poder de veto nas decisões do FMI.

O Brasil já havia se comprometido a proporcionar até US$ 10 bilhões para o FMI por meio da compra de bônus de sua emissão. Na reunião, o Brasil decidiu aportar mais US$ 4 bilhões.

O NAB é um pool de reservas que tem como finalidade reforçar a capacidade financeira do FMI. É o principal instrumento pela qual o Fundo financia as suas operações de empréstimos.

O NAB foi criado em 1998 e conta atualmente com 26 participantes e uma disponibilidade de recursos de US$ 54,5 bilhões. O novo NAB será 11 vezes maior. O valor total deve ficar próximo a US$ 600 bilhões. Só falta agora, a imprensa esconder essa notícia do blogueiro Guilherme Barros. Quem diria agora o Brasil manda no FMI.e ainda estiver vivo, o FHC agora corta os pulsos

Com a palavra, Miriam Porcão

Do quanto tempo dura.
Ela é um gênio.

Ficou difícil!!

By quantotempodura

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Projeto Urbanístico para meio bilhão de pessoas

Do vi o mundo.
Isso é que um plano ousado.

Socialismo numa cidade

Chongqing: socialismo numa cidade

18/11/2009, Robert Dreyfuss,
The Nation

Escrevo hoje de Chongqing, vasta cidade na China central, porta de entrada para o oeste do país. Para alguns, Chongqing é a maior cidade do mundo, um município com 32 milhões de habitantes; mas, como já entendi, essa definição está errada, porque esse número é a soma das populações de várias cidades-satélites acrescida de 20 milhões de habitantes da área rural. Há alguns anos, a China excluiu a cidade de Chongqing e seus 32 milhões de habitantes, da província de Szechuan; e converteu-a em município autônomo. Hoje, Chongquing é projeto-piloto do movimento de planejamento urbano mais importante em andamento na China e, provavelmente, em todo o mundo: a urbanização planejada de nada menos de meio bilhão de pessoas, deslocadas de áreas rurais e vilas e realocadas em cidades construídas especialmente para essa realocação. "Chongqinq," diz Wen Tianping, porta-voz da cidade, "é um microcosmo da própria China".

A escala do projeto dá vertigem. Em Chongqing, por tempo não definido, planeja-se deslocar, por ano, 500 mil habitantes de áreas rurais, para áreas urbanas. Significa que Chongqinq tem de planejar, implantar e construir uma cidade do tamanho de Atlanta, Georgia, por ano; com empregos, estradas, infraestrutura, escolas, hospitais e mais e mais. É projeto que está sendo construído na China já há 20 anos, durante os quais 200 milhões de pessoas já foram urbanizadas e, ao longo da próxima geração, outras 200-300 milhões de pessoas seguirão as pegadas dos primeiros milhões.

"Temos planos, cronogramas e metas", diz Qian Lee, diretor dos negócios de promoção geral do projeto. "Não se pode planificar tudo. Mas não fazemos planos para serem abandonados. O que planejamos fazemos. Como dizemos na China, aqui se faz tudo cientificamente".

E o caso é que, na China, o planejamento funciona.

A população em Chongqinq permaneceu onde estava por muitos anos, mas, agora, toda a municipalidade está sendo transformada, de rural, para urbana. No centro da cidade vivem 5-6 milhões de pessoas; nas cidades-satélites, 1 milhão ou mais; e células urbanas nascem como cogumelos ao redor das cidades-satélites, cada uma com 200-500 mil almas. "Planejamos seis centros regionais, cada um com 1 milhão de habitantes", diz Qian Lee. À medida que as pessoas mudam-se das fazendas para as vilas, parte da terra está sendo adaptada para uso industrial; e parte será usada para a produção agrícola industrializada, mais eficiente. "Chongqinq será o que chamamos de "cabeça de dragão" de um motor econômico para toda a região do Alto Rio Yangtze, e modelo para outras áreas rurais-urbanas planejadas e equilibradas."

Como centro no interior do país, Chongqing foi um pouco menos vulnerável à reviravolta econômica que veio depois da crise financeira de 2008. Isso porque, diferente das cidades do sul da Cnina e Xangai, por exemplo, Chongqinq depende menos da exportação de manufaturados para a Europa e EUA. Assim, quando o colapso financeiro espalhou-se pelo mundo e a economia despencou, a queda na demanda por bens fabricados na China não teve impacto tão forte em Chongqing quanto em outras partes da China. Mesmo assim, 12% da economia de Chongqinq está relacionada às exportações; e, quando a crise pesou, o desempprego explodiu em Chongqing – como em toda a China.

A China lançou seu próprio programa de estímulo à economia, cujas dimensões não são muito bem conhecidas. Segundo Stephen Green, do Banco Standard and Chartered, que encontrei em Xangai, o estímulo chinês no plano doméstico torna quase ridículos os números norte-americanos. Oficialmente, diz ele, foram pelo menos 600 bilhões, mas podem ter chegado a 3,5 trilhões, sobretudo se se contam os estímulos oferecidos no plano das províncias, por cidades e províncias como Chongqinq.

"Quando a crise nos atingiu, várias fábricas fecharam", diz Wen Tianping. Chongqing lançou seu plano de estímulo "Inverno Quente", de vastas somas, com programas de crédito para que muitos dos 3,5 milhões de desempregados pudessem começar negócios próprios, com empréstimos e garantias de crédito para pequenos negócios, lançamento de novos parques industriais, subsídios diretos para 1.500 novos tipos de negócios e, claro, usando o ás-na-manga chinês: o fato de que a China ainda é país comunista, com imensa quantidade de empresas estatais que controlam todos os principais setores da economia. As estatais, diz Wen, "receberam ordem para não cortar empregos". Hoje, Chongqinq está plenamente recuperada; não bastasse, a região está crescendo a taxas de 13%.

Nos EUA há quem creia que a China abandonou o socialismo e converteu-se em Estado selvagem à moda ocidental, capitalismo liberado para todos. Nada mais distante da realidade. Sim, há multinacionais dos EUA operando na China, investindo e construindo fábricas, tanto para exportar quando para atender o mercado de 1,3 bilhão de consumidores chineses. (Mais de 100 das 500 empresas norte-americanas listadas na revista Fortune já operam em Chongqinq, inclusive a Hewlett-Packard, cuja fábrica montadora de laptops produzirá 10 milhões de computadores por ano, segundo informação de funcionários em Chongqing.) Nada disso altera o fato que que na China todas as indústrias-chave são estatais: bancos, energia, petróleo, transporte, telecomunicações (inclusive a gigantesca empresa chinesa de telefones celulares que, em breve, alcançará a cifra de 500 milhões de assinantes). O sistema de bancos da China – que inclui quatro ou cinco bancos nacionais gigantes, 17 bancos comerciais médios, e cerca de 140 bancos comerciais municipais – navegou serenamente através do furacão da crise mundial de 2008-2009. Praticamente nenhum deles foi contaminado pelo vírus dos créditos podres e dos seguros especulativos que destruiu a AIG, o banco Lehman e vários outros agentes.

Pelo que vi até aqui, nada faz crer que a China esteja pensando em privatizar suas indústrias-chave. E o sistema de planejamento centralizado continua operando a pleno vapor.

Brizola tinha razão - Urna eletrônica é falha

Do conversa afiada.
Conseguiram acessar os dados da urna eletrônica. Talvez agora percebam a necessidade de voltar ao papelzinho.

Especialista invade urna eletrônica. E agora, Jobim?

23/novembro/2009 19:49

O Brizola estava certo

O Brizola estava certo

Saiu no blog do Nassif:

Especialista quebra sigilo da urna eletrônica
Por George

Perito quebra sigilo e descobre voto de eleitores em urna eletrônica do Brasil

Por Guilherme Felitti, do IDG Now!

Especialista ganha prêmio do TSE por registrar interferência da urna sobre rádio, o que permitiria romper segredo por meio de receptores baratos.

Durante os testes promovidos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para testar a segurança da urna eletrônica a ser usada nas eleições de 2010, um perito teve sucesso em quebrar o sigilo eleitoral e descobrir, por meio de radiofrequência, o candidato escolhido pelo eleitor.

Leia a íntegra no blog do Nassif.

Em tempo: o maior defensor da urna eletrônica, o ministro Nelson Jobim (defesa), é aquele da “babá eletrônica” que derrubou os ínclitos delegados Paulo Lacerda e Protógenes Queiroz.

Enquanto isso... Globo compra os direitos do filme de Lula

Dos amigos do presidente Lula.
Com certeza a Globo tem muito interesse em controlar a exibição do filme 'Lula, o Filho do Brasil'.
Só não espere assistí-lo em 2010.

Festa na capital cearense

Do ótimo e alvinegro, dr.zem.
Ceará faz festa para os heróis.

Hino do Ceará Sporting Clube. O Vovô está na Primeira Divisão.


... E a imensa torcida do meu querido Ceará Sporting Clube fez uma festa memorável para receber os jogadores no Aeroporto Pinto Martins. Também, não era para menos, após dezesseis anos de tentativa, o time conseguiu, finalmente, o sonhado acesso à série A do Brasileirão. O direito a estar na elite do futebol brasileiro aconteceu após uma sofrida vitória sobre a Ponte Preta, por 2 X 1.

De acordo com a Wikipedia, O hino do Ceará Sporting foi composto por José Pattapio da Costa Jatahy, um conhecido artistas do estado do Ceará que em 1942 foi escolhido o cantor do ano no estado e teve musicas gravadas por Luiz Gonzaga. Foi o primeiro cantor contratado da Ceará Radio Clube nos anos 1930. Presidiu o Sindicado dos Musicos Cearenses e acabou preso pelo golpe de 1964. O compositor faleceu aos 73 anos de idade, em 1983.

Parabéns, Vozão, o time é de primeira.







LETRA DO HINO CEARÁ (Original)
Teu passado é todo coberto de glórias
Dia-a-dia tu conquistas mais vitórias
Tua bandeira alvinegra desfraldada
Teu time em campo tem vitória assegurada.
Campeão da popularidade
Tua torcida hoje é toda cidade
É um grande povo a te estimular
É o Vovô Ceará vai ganhar.
És o time das grandes campanhas
Sempre aqui ou lá fora tu ganhas
Com teus craques em campo a brilhar
Ceará tua glória é lutar.
Autor: José Patápio da Costa Jatahy.

domingo, 22 de novembro de 2009

Os filhos do fernandinho

Volta vozão, pra primeira divisão!

Após 16 anos disputando consecutivamente a segunda divisão do futebol brasileiro, o Ceará logrou ontem o seu maior triunfo, o acesso à primeirona.

Foram todos uns heróis nessa competição tão longa e equilibrada.

A bodega quer agradecer principalmente ao técnico PC Gusmão e à Geraldo, como principais protagonistas desse feito, mas dedica um carinho especial ao nosso maior ídolo dos últimos anos, o carrasco Sérgio Alves, que, mesmo pouco jogando nessa campanha, deu ao menos duas vitórias importantes ao Vozão.

O acesso chegou em um dia ainda mais especial, quando seu principal rival, já mal das pernas, caiu para o abismo da terceirona. Um aviso aos leoninos, o buraco ainda é mais fundo, a quarta divisão já existe.

Valeu, vovô!

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Anita Prestes escreve a Lula - Entregar Battisti é crime

Extraído do vi o mundo.
A comparação dela é perfeita.
É melhor matar logo o homem e jogar toda a luta da sociedade por um estado democrático no lixo, que devolver Cesare Battisti aos neofascistas Berlusconeanos.
Veja a matéria completa, aqui.

Anita Prestes escreve a Lula

Atualizado em 17 de novembro de 2009 às 23:07 | Publicado em 17 de novembro de 2009 às 23:00

Exmo. Sr. Presidente da República
Luiz Inácio Lula da Silva


Na qualidade de filha de Olga Benário Prestes, extraditada pelo Governo Vargas para a Alemanha nazista, para ser sacrificada numa câmera de gás, sinto-me no dever de subscrever a carta escrita pelo Sr. Carlos Lungarzo da Anistia Internacional (em anexo), na certeza de que seu compromisso com a defesa dos direitos humanos não permitirá que seja cometido pelo Brasil o crime de entregar Cesare Battisti a um destino semelhante ao vivido por minha mãe e minha família.

Atenciosamente,
Anita Leocádia Prestes

Leitor critica novela da globo - fábrica de preconceitos

Extraído do vi o mundo.
Espero que poucos aqui percam tempo assistindo novela, porém tive a oportunidade de ver a cena descrita abaixo. Realmente intrigante.
O texto exprime de forma formidável o papel da Globo como doutrinadora, sempre fabricando preconceitos. Ali Kamel defende que no Brasil não há preconceito...

Leitor critica novela da Globo

Atualizado e Publicado em 20 de novembro de 2009 às 12:41

Ele refere-se à novela Viver a Vida, de Manoel Carlos.

por Chico Mendes

O que se viu ali foi a metáfora de tristes tempos: Uma negra com roupas que lembravam a vestimenta de escravas, cabelos desgrenhados, face sofrida com lágrimas a escorrer pelos olhos, ouvindo palavras fortes da Sinhá, da senhora de engenho, geralmente a senhora de engenho, branca como leite de cabra, era casada apenas para que o marido fosse aceito na sociedade. A sinhá não despertando mais desejo sexual no macho reprodutor fica isolada dentro de casa, sem precisar trabalhar. A agressora na novela não trabalha. Típica metáfora da senhora de engenho. O macho reprodutor não encontrando ali razões para desembestar sua libido vai à caça. E Helena aparece, não só ela mas e mais outras. A senhora de engenho, fria sexualmente pelo pudor que a conteve em seu casulo se revolta contra este mundo que se abre para seu macho, seu troféu. Nos tristes tempos, as senhoras de engenho sabendo que o macho reprodutor saira à procura do quente sexo se vingava e com um alicate arrancava os mamilos das escravas e também com cabo de vassoura rasgava seu ventre a partir da vagina ou ânus. Como os tristes tempos não podem vir em sua inteireza, era preciso que uma fatalidade irrompesse na vigança: e eis que a cena se apresenta. A escrava se ajoelha diante da senhora de engenho e convencida de estar culpada se prepara para ser violentada. Nos dias que se seguem à cena racista, o que se vê são capítulos dando mostras de que Helena está até mais satisfeita que Thereza. A Sinhazinha está em estado depressivo e causando pena. A filha dando chilique em virtude de seu real estado. Tudo isso provoca nos telespectadores suas escolhas, suas preferências. Inconsciente ou consciente. Thereza é heroína, a filha paraplégica(em substituição ao motivo sexual) é a desculpa e Helena, a criminosa. A semana só NÃO terminou pior porque um dia depois o Ali Kamel e sua Globo e seus milhares de telespectadores racistas foram derrotados pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro que considerou o sistema de cotas raciais constitucional.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Ditadura gaúcha?

Do folha online.
Calúnias ou verdades, criminosos ou defensores da justiça?
A Yeda, cruzes, manda soltar e prender lá nos pampas.

Polícia Civil indicia oito por campanha contra Yeda

da Folha Online

A Polícia Civil concluiu na última sexta-feira o inquérito que investigava a veiculação de campanha publicitária caluniosa contra a governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB).

Oito integrantes da FAG (Federação Anarquista Gaúcha), que publicou cartazes publicitários com conteúdo considerado criminoso pela polícia, foram indiciados por crime contra honra, incitação ao crime e formação de quadrilha ou bando.

Segundo o delegado André Mocciaro, titular da 17 ª Delegacia de Polícia, a liberdade de expressão e o direito de reunião, constitucionalmente assegurados, assim como a internet, espaço mundial para livres manifestações, não podem servir de escudos e meios para prática de crimes.

A Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça, sendo apreendidos diversos materiais, inclusive as matrizes do material investigado, computadores, bem como foram adotadas providências quanto ao conteúdo publicado na internet.

Segundo a polícia, também foram ouvidos cerca de 20 representantes de diversas entidades que deflagraram neste ano campanha publicitária ofensiva contra a governadora.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

O drama de Erundina

Dos amigos do presidente Lula.
Não é esse tipo de político que nossa elite quer...
Vejam aqui.

O drama de Erundina

A ex-prefeita torna-se uma exceção: está condenada a devolver R$ 350 mil aos cofres públicos e não ficou rica com a política

No dia 30, a ex-prefeita de São Paulo Luiza Erundina completa 75 anos de idade, 51 deles dedicados a uma vida política repleta de altos e baixos que a levou, no fim da década de 1980, a se tornar a primeira mulher a comandar a cidade de São Paulo. Após cinco décadas ocupando ou disputando cargos públicos, agora Erundina foi condenada pelo Supremo Tribunal Federal por malversação de recursos públicos. De acordo com a decisão do STF, a hoje deputada federal pelo PSB tem até meados do ano que vem para devolver aos cofres municipais cerca de R$ 350 mil. Ao contrário de muitos de seus antecessores, Erundina não está sendo acusada de desvio de dinheiro, fraude em licitações ou superfaturamento de preços. Seu crime foi ter impresso cartazes explicando à população que os ônibus municipais de São Paulo não circulariam nos dias 14 e 15 de março de 1989 em apoio a uma greve geral convocada pela Central Única dos Trabalhadores e Central Geral dos Trabalhadores. A greve havia sido convocada em protesto contra o "Plano Verão", uma das últimas tentativas do então presidente José Sarney de salvar o Plano Cruzado. A ação, que corre há mais de 20 anos, foi encerrada. Não cabe mais recurso à ex-prefeita.

Erundina é quase uma exceção no sombrio universo político brasileiro. Independentemente de suas posições ideológicas, a ex-prefeita nunca teve em seu currículo escândalos de corrupção, tão comuns no País. Talvez uma das maiores provas disso sejam os parcos bens que Erundina acumulou ao longo de sua vida: um apartamento simples de 80 metros quadrados na zona sul de São Paulo e dois carros populares - um Palio 97 e um Gol 2004 - bastante rodados. Sua situação é bem diferente da de alguns de seus antecessores na Prefeitura de São Paulo. Paulo Maluf, por exemplo, que acumula acusações de desvio de recursos milionários, tem cerca de R$ 40 milhões em bens, de acordo com o Supremo Tribunal Federal. Celso Pitta, ao final do mandato, acumulava acusações de desvio de verbas e irregularidades na gestão pública envolvendo mais de R$ 3,5 bilhões. Jânio Quadros, que antecedeu Erundina, ainda tem dinheiro escondido que nem mesmo sua família sabe onde está - recentemente os herdeiros do ex-presidente saíram em busca de US$ 20 milhões que estariam perdidos na Suíça.

Na segunda-feira 9, a provável mais pobre ex-prefeita de São Paulo contou com a ajuda dos amigos para não ter que vender seu apartamento e os dois carros para quitar suas dívidas com a Justiça. Um grupo de amigos organizou um jantar em homenagem à deputada federal. Cerca de 350 pessoas compareceram e pagaram R$ 100,00. O jantar rendeu cerca de R$ 35 mil à ex-prefeita, ou 10% da dívida.

domingo, 15 de novembro de 2009

Com a palavra, Dilma

Blecaute não é apagão, nem significa racionamento.
E a globo chegou a dizer que ia faltar até água...

Com a palavra, o presidente Lula

"Foi uma tentativa de golpe no governo... Foi a maior armação já feita contra o governo"

Lula sobre o mensalão, ao programa "É Notícia", da RedeTV!

Enquanto isso... Ciro em sampa

Cresce a possibilidade de Ciro disputar o governo paulista.
Do vi o mundo.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Sobre o apagão...

Nada melhor que o abundacanalha para discorrer sobre nossa imprensa golpista.
Interessante que a pane ocorreu na área do estado do Paraná e de São Paulo, redutos tucanos.

Festa nas trevas


Fantasmas surgem da escuridão. Ainda não sabem direito para onde seguir. A mídia, confusa, chega ao ponto de dizer o que um entrevistado disse e mostrar logo em seguida que ele não disse, como mostra o Cloaca. Mas tentam, ficaram animados. Pouco importa que o recente apagão não traduza crise de energia, o que é claro. A escuridão trata de fazer os gatos todos ficarem pardos. Aliás, foi o que José Serra e alguns outros representantes da noite aprenderam recentemente com o professor Drew Western, que diz que o importante não é fazer um eleitor pensar, mas sentir. Ou, mais vale parecer que é do que ser. Como se essa gente mal iluminada não soubesse, poderiam até ensinar.

Mas estou com uma pulga atrás da orelha. Não chego ao ponto de desconfiar, como o Eduardo Guimarães, de redações preparando edição sobre o apagão antes do fato. Menos. Mas acho que não é nada difícil no quadro atual aparecerem crimes políticos para alimentar o forno da mídia, que carece de mais lenha. E fui pesquisar para encarar meus medos e desconfianças.

Com umas googadas, achei uma tese do último Simpósio de Inovação Tecnológica, de autoria de André Luiz Carneiro de Araújo, Paulo Régis Carneiro de Araújo e Antônio Themóteo Varela. Trata-se de uma solução tecnológica para evitar furto de cabos elétricos. Segundo eles, algo que acontece com freqüência. Para mostrar o funcionamento de suas idéias, analisam o processo do ataque dos ladrões:

Em um primeiro cenário, o indivíduo que deseja violar o sistema inicialmente tenta derrubar o sistema elétrico. Há duas formas em que ele pode fazer isso. A primeira é abrindo as canelas que fica antes do transformador. Neste caso a concessionária não tem como identificar o evento. A segunda é provocando um curto fase-fase ou fase-neutro que aciona o dispositivo de segurança do sistema. A concessionária consegue identificar o evento, entretanto não consegue determinar se o evento é um furto ou outro problema qualquer em sua rede.


São especialistas no setor. Fica claro que há maneiras fáceis de derrubar um sistema elétrico. Principalmente quando há muitos interesses envolvidos.

Neste ponto estou com o Eduardo Guimarães: Atenção! Vamos botar a PF pra trabalhar!


Em tempo:

A melhor frase sobre a cobertura do apagão é do Hermenauta: “Juro que nunca vi tantos inimigos do Iluminismo reclamarem tanto do escuro…”.